Aumento na qualidade das mudas de nogueira-pecan

Atualizado: 9 de Set de 2020

A produção de mudas de pecan é um processo normalmente realizado a partir da enxertia das cultivares selecionadas, em porta-enxertos obtidos a partir de sementes.


Geralmente, a germinação dessas sementes é baixa e irregular, tornando-se um importante limitante para a produção de mudas que atendam a demanda dos produtores para a implantação de pomares. A quebra da dormência das nozes por meio de estratificação foi testada por um grupo de pesquisadores da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e da Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA) e gerou um grande avanço na produção de mudas de porta-enxertos a partir de sementes. O método é simples e pode ser adotado por qualquer produtor.


A estratificação é feita mantendo as nozes dentro de caixas de madeira em camadas de 5 cm de nozes alternadas com camadas de 5 cm de areia e serragem em proporções iguais. As caixas são mantidas em câmara fria a 4 °C, em condições úmidas.

Após 90 dias nessas condições, as sementes podem ser plantadas em covas com 3,0 cm de profundidade com distância de 80 cm entre as linhas e 20 cm entre as covas. Para as 6 cultivares testadas, a germinação ocorre de 2 a 3 semanas após o plantio (em contraste com 5 a 7 semanas sem a estratificação) e a emergência ocorre em 73% a 97% das sementes plantadas (figuras 1 e 2).



Figura 1: porcentagem de sementes germinadas após estratificação (S) e sem estratificação (C)

Figura 2: bandeja à esquerda, sementes sem estratificação; bandeja à direita, sementes com estratificação