Av. Presidente Roosevelt, 1264 lj. 36
Porto Alegre, RS 90230-002

contato@ibpecan.org

Tel: (51) 3103-5299

         (51) 99829.1140

  • Branco Twitter Ícone
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon

Criado por FlyUp Soluções Digitais

Ação para viabilizar exportações ao Egito e Oriente Médio


O adido agrícola da Embaixada do Brasil em Cairo (Egito), Cesar Simas Teles encaminhou ao IBPE, informações sobre exigências para a exportação da noz-pecan .

Observou que “como parte do esforço de buscar novos mercados e oportunidades para os produtos brasileiros, a autoridade quarentenária vegetal egípcia (CAPQ) foi consultada sobre os pré-requisitos sanitários para a exportação de amendoim, nozes e castanhas descascados do Brasil para o Egito”.



Fonte: Google

Recebemos a informação de que não existe nenhum pré-requisito especial para exportação de pistache, amendoim, amêndoa, caju, nogueira-comum, nogueira-pecan, caju, macadâmia sem cascas, bastando somente o Certificado Fitossanitário emitido pelo Vigiagro (Sistema de vigilância Agropecuária Internacional - em conformidade conforme o ISPM# 7, 12), com a declaração de que, a carga está livre de quaisquer pragas vivas ou enfermidades existentes na lista da Autoridade de Quarentena Egípcia.


Ao mesmo tempo, o adido acrescentou que levantará contatos para potenciais importadores no Egito. Sugeriu ainda que seja mantido contato com o escritório da Apex-Brasil em Dubai, que atende ao Egito e outros países no Oriente Médio e pode ser um importante colaborador para promoção e busca por novos mercados para da noz pecan brasileira.



38 visualizações1 comentário